Real JoBelo

Posts Tagged ‘Muricy quase no topo’

Tensão na Vila

In Brasileirão 2010, Santos on 21 de julho de 2010 at 16:14

9ª rodada – Santos 0x1 Fluminense

Foto: Douglas Aby Saber/AE

Santos volta a perder em dia de desentendimento entre Robinho e Wesley. Flu é vice-líder.

O Santos perdeu pela segunda vez em seu segundo jogo depois da parada da Copa do Mundo. A tensão ronda a Vila Belmiro às vésperas da grande final da Copa do Brasil, contra o Vitória.

Depois do Palmeiras, agora o algoz foi o Fluminense, em plena Baixad Santista. A equipe praiana não jogou mal, dominou o jogo e criou as melhores chances para abrir o placar, mas acabou levando um gol no contra-ataque e perdendo o jogo.

O grande problema foram as atuações dos jogadores diferenciados da equipe. Robinho voltou, Ganso atuou desde o início e Neymar também esteve em campo. Nenhum deles conseguiu brilhar. Para piorar, Neymar acabou substituído novamente. Desta vez não houve reclamação.

André, já negociado com o futebol ucraniano, é outro que ainda não voltou a mostrar seu faro de gol depois do Mundial e acabou substituído por Marcel, que aliás está ganhando espaço com o treinador. Nesta partida, ele acertou uma pancada no travessão e por pouco não espantou a pseudo-crise.

O Fluminense, agora vice-líder da competição, não tem nada a ver com os problemas santistas. Bem ao estilo Muricy, a equipe se segurou na defesa, saiu em velocidade e definiu a vitória com um gol de Alan, aos 32 minutos do segundo tempo: 1×0. Olho no Fluzão!

Já aos santistas deve-se pedir calma. A pequena série de derrotas fez com que muitas pessoas culpassem a marra de Neymar e o assédio da galera aos jovens. Esqueceram que o garoto foi campeão paulista e ajudou a levar o clube à final da Copa do Brasil mesmo com essa marra toda?

A briga entre Robinho e Wesley, que ganhou o noticiário nos últimos dias, também não parece ter sido nada grave. Claro que o celular do volante e o retrovisor do atacante, vítimas do desentendimento, serão substituídos com facilidade. O Santos não perdeu por isso.

Falta a equipe o mesmo ritmo de jogo do início da Copa e um pouco mais de malícia para fugir da marcação. Ou voc~es achavam que, depois de um primeiro semestre encantado, a garotada teria moleza diante dos marcadores? Diguinho que o diga.

“Eles são jogadores rápidos e a gente acaba tendo de parar as jogadas com faltas e recebendo o cartão amarelo. Consegui me controlar para continuar em campo até o fim e conquistar mais uma vitória importante”, disse o volante do Fluminense, principal responsável pela marcação dos homens de frente santistas.

Calma, torcedor. O Peixe vai melhorar.

Anúncios