Real JoBelo

Archive for janeiro \31\UTC 2010|Monthly archive page

De novo ele

In Paulistão 2010, Santos on 31 de janeiro de 2010 at 13:50

5ª rodada – Santos 2×0 Oeste

Robinho visita a concentração, mas quem rouba a cena e garante a vitória do Peixe é Neymar.  Outra vez!

Robinho, aguardado para segunda-feira, driblou a imprensa e desembarcou no Brasil no sábado, antes da partida entre Santos x Oeste, pelo Paulistão.

O Rei do Drible deu um pulo na concentração para conhecer os novos companheiros e desejar boa sorte. Já chegou mostrando que é pé quente!

Em campo, Neymar, seu sucessor e agora companheiro de ataque, esteve inspirado mais uma vez e foi o principal destaque da vitória santista, que colocou o time na liderança provisória do Paulistão.

Desta vez, os comandados de Dorival Júnior não deram show, não criaram uma infinidade de chances e não golearam. Primaram pela eficiência, principalmente quando a bola caiu nos pés do ainda camisa 7.

No primeiro tempo, a melhor oportunidade foi de André, que recebeu de Marquinhos e mandou uma bomba no travessão.

Na segunda etapa, logo aos 6 minutos, Neymar recebeu em velocidade pela esquerda e deu um passe de cinema para Marquinhos, que novamente encontrou André, que desta vez só teve o trabalho de empurrar para as redes e abrir o placar.

Aos 16 minutos, Dorival promoveu a estreia de Arouca, na vaga de Marquinhos. O volante teve atuação discreta.

Aos 25, Rivaldo, do Oeste, fez falta dura em Paulo Henrique Ganso e acabou expulso, facilitando ainda mais a vida do Santos.

No finzinho, em mais uma troca de passes envolvente do ataque santista, Mádson, que substituiu Wesley, deu belo passe para Neymar, que não perdoou e marcou. A Joia da Vila é o artilheiro do Paulistão ao lado de Eduardo, do São Caetano. São 5 gols em 5 jogos! Inicio arrasador.

E Robinho só estreia domingo! A dupla promete.


Hiper Marca

In Corinthians on 30 de janeiro de 2010 at 18:44

Sem enchentes, sem caos e sem corte de luz, o Corinthians anunciou ontem seu novo acordo de patrocínio, que tem validade até março de 2012.

A Hypermarcas, responsável pela Bozzano, que estampava as mangas da camisa alvinegra desde 2009, agora será o principal parceiro do clube.

Até o momento, é o maior contrato de patrocínio de um clube de futebol na História do futebol brasileiro. A empresa, que estampará o logo da ‘Neo Química Genéricos’ no uniforme, desembolsará R$ 38 milhões por ano, valor que pode aumentar em caso de títulos, via premiações.

Deste montante, o clube ficará com R$ 25 milhões, menos do que os R$ 28 milhões que a Batavo paga integralmente ao Flamengo. Os outros R$ 13 milhões são de Ronaldo, que será garoto propaganda do parceiro.

Com esses valores nunca vistos no futebol, o ramo como um todo deve ser inflacionado. E o maior responsável por isso é o Corinthians, uma marca fortíssima por si só, ainda mais no ano do Centenário, que conta ainda com atrativos extras, como Ronaldo e Roberto Carlos.

Mais enxuto ainda

In Palmeiras on 30 de janeiro de 2010 at 18:21

Titular do time, Deyvid Sacconi está de saída do Palmeiras.

O meia, que chegou em 2008, machucou o joelho e esquentou o banco por um longo período acertou com o Nantes, da França, justamente quando começava a ganhar espaço no grupo comandado por Muricy Ramalho.

Os franceses devem desembolsar 2,5 milhões de euros. O Verdão ficará com um terço deste valor, já que Deyvid é um dos vários jogadores que não pertencem exclusivamente ao clube.

Quem não gostou nada da negociação foi o treinador, que afirmou entender o lado do jogador e do clube, mas que já vinha pedindo a contratação de mais um meio campista para inchar um pouco mais o elenco palmeirense.

Com isso, o Alviverde deve buscar mais 4 atletas: dois meias, um atacante e mais um zagueiro.

Para o ataque, Kléber, antigo sonho de consumo, não está mais disponível, pois acertou com o Porto. A Traffic deve viabilizar em breve a contratação do paraguaio Pablo Velázquez, do Libertad, que seria uma espécie de sucessor de Origoza.

Para a meia, Macnelly Torres e Valdívia, nomes comentados, não passaram de sonhos distantes.

Problema…para os outros!

In SPFC on 29 de janeiro de 2010 at 18:02

4ª rodada – São Paulo 3×0 Paulista

Dagoberto sai do castigo, dá show e comanda a vitória do Tricolor, que ainda é o único grande fora do G4.

Na partida que marcou a volta do 3-5-2, um outro retorno foi mais decisivo: Dagoberto saiu do castigo, foi titular e comandou a tranquila vitória são-paulina sobre o Paulista de Jundiaí. O Sampa mandou o jogo na Arena Barueri, já que o Morumbi será palco de 4 shows nos próximos dias.

Com o seguro Xandão ao lado de André Dias e Miranda, Ricardo Gomes voltou a improvisar Jean e Jorge Wagner, mas desta vez com alas, o que facilitou o trabalho dos dois. No meio, Ricky e Hernanes foram a dupla de volantes e Marcelinho, que não esteve num bom dia, se aproximava de Dagoberto e Washington.

Com essa formação, o São Paulo foi um time muito mais organizado do que nas outras partidas e parece ter convencido o seu treinador de que o esquema vitorioso dos últimos anos não pode ser mudado.

Depois de tomar um susto e ser salvo por Rogério, o Sampa abriu o placar com Dagoberto, que começou seu espetáculo particular aos 29 da etapa inicial. O camisa 25 avançou em diagonal, passando por 4 defensores antes de chutar cruzado e balançar as redes.

Pouco depois, o volante Rai pegou pesado, fez falta grosseira no camisa 25 e acabou expulso.

Com um a mais, o Tricolor teve ainda mais espaços e ampliou aos 9 do segundo tempo, novamente com Dagoberto, que recebeu lindo passe de Jorge Wagner.

Aos 17, Gomes trocou Sérgio Mota por Marcelinho Paraíba, num claro sinal de que o meia revelado pelas categorias de base pode ganhar maiores oportunidades de brilhar com a camisa do clube.

Mota entrou bem e ainda teve seu trabalho facilitado pelo inspirado Dagoberto, que levou um rapa de Dema, outro que foi para o chuveiro mais cedo, aos 19. Na cobrança da falta, a bola cruzada por Hernanes cruzou a área e encontrou André Dias, livre, que não perdoou.

Com a vitória assegurada, Ricardo Gomes desfez o 3-5-2 com a entrada de Carlinhos Paraíba na vaga de Miranda. Depois, tirou Washington e colocou Marlos. Mas o Sampa só administrou.

Vitória tranquila e até certo ponto empolgante do Tricolor que, no entanto, está em sexto lugar e é o único grande fora do G4. O Ituano é o líder, seguido por Palmeiras, Corinthians e Santos.

ATUAÇÕES

01 Rogério Ceni Com uma boa defesa, impediu que o Paulista abrisse o placar e complicasse o jogo. NOTA 7,0

13 Xandão Seguro, mostrou ser uma boa opção para a defesa são-paulina. NOTA 7,0

3 André Dias Quase deu um gol de presente ao Paulista mas, no geral, foi bem e ainda fez seu gol. NOTA 7,0

5 Miranda Sem muito trabalho, foi substituído no segundo tempo. NOTA 6,5

15 Jean Quando subiu ao ataque, perdeu um gol incrível. Deu conta na marcação. NOTA 6,0

20 Richarlyson Jogou simples. Quando é assim, vai bem. NOTA 6,0

10 Hernanes Errou alguns lances fáceis, mas deu uma assistência. NOTA 6,0

11 Marcelinho Teve alguns lampejos, mas caiu em relação aos outros jogos. NOTA 5,0

7 Jorge Wagner Muito bem como ala, colocou Baiano no bolso. NOTA 7,0

25 Dagoberto Voltou ao time com dois gols e arrancadas. Foi o responsável pelas expulsões. NOTA 9,0

9 Washington Destoou do restante do time. Apareceu pouco e perdeu boas chances. NOTA 4,5

36 Sérgio Mota Jogou por mais tempo e deu um bom ritmo ao time, que perdeu o ímpeto pouco depois da sua entrada. NOTA 6,0

26 Carlinhos Paraíba Não teve muito trabalho. Apareceu pouco no jogo. NOTA 5,0

16 Marlos Correu, criou alguns bons lances, mas não definiu. NOTA 5,0

Ricardo Gomes No 3-5-2, o time fez sua melhor partida na temporada. Com tantas opções, já começaram as dores de cabeça para achar os 11 titulares. NOTA 7,0


Enfim, de volta

In Santos on 29 de janeiro de 2010 at 17:35

Agora é oficial!

Robinho está de volta ao Santos.

O Rei das Pedaladas, talvez o maior ídolo do clube pós-Pelé, ficará na Baixada até o dia 4 de agosto e, sendo assim, poderá disputar as duas partidas da decisão da Copa do Brasil, caso o Peixe chegue até lá.

Com a chegada do camisa 7 (Neymar agora deve ficar com a 17), um antes impensável encontro de gerações encherá os olhos do mais saudosista torcedor alvinegro, que poderá ver Giovanni, Robinho, Neymar e Ganso juntos, infernizando as defesas adversárias.

E pra quem achava que a proposta do São Paulo poderia balançar o coração do jogador, aí vai o recado: a estreia de Robinho deve acontecer justamente contra o São Paulo, uma das maiores vítimas dos Meninos da Vila em 2002.

Sem dúvida, mais um grande jogador está voltando ao futebol brasileiro para abrilhantar ainda mais as competições do primeiro semestre. Se estiver com a cabeça no lugar e realmente disposto a jogar um futebol de alto nível, Robinho deve sobrar em campo e conquistará sua vaga na Copa do Mundo com tranquilidade.

Será por pouco tempo, mas deve ser ótimo, principalmente para os santistas.

Para Robinho, pode ser a última passada de mão na cabeça da carreira.

Chega de mimos!

Futebol arte

In Obras de arte on 29 de janeiro de 2010 at 17:24

A semana da bola foi marcada por golaços no futebol brasileiro.

Segunda-feira, o são-paulino Ronieli encheu os olhos da galera com um chutaço da entrada da área, que empatou a decisão da Copinha, vencida nos pênaltis pelo São Paulo.

Na quarta-feira, duas pinturas nos campeonatos estaduais. No Rio, Adriano e Vágner Love mostraram entrosamento e, em poucos segundos, o camisa 9 balançou as redes após a saída de bola do meio-campo. Em Santos, Neymar, o garoto prodígio da Vila, deixou o zagueirão sentado antes de fuzilar e marcar um belo gol, fez um gol de pênalti e ainda distribuiu chapéus! Aliás, a atuação de Neymar contra o Barueri pode ser chamada de show!

Ronieli – São Paulo 1×1 Santos – Copa São Paulo Júnior

Vágner Love – Flamengo 3×2 Americano – Carioca 2010

Neymar – Santos 5×0 Ponte Preta – Paulistão 2010

Empate e preocupação

In Corinthians, Paulistão 2010 on 28 de janeiro de 2010 at 18:10

4ª rodada – Corinthians 1×1 Mirassol

Rodízio continua, Timão empata, Ronaldo faz golaço, mas se machuca…

Mais uma vez, Mano Menezes mudou a escalação do Corinthians.

Destaque para as ausências de William, Jorge Henrique, Iarley e Roberto Carlos, substituídos respectivamente por Paulo André, Dentinho (com a camisa 1o), Danilo, que estreou bem, e Escudero, que logo se machucou e deu lugar a Balbuena.

Mesmo mudado, o Corinthians foi muito mais time que o Mirassol, que começou em câmera lenta e dava a impressão de que seria goleado.

Depois de perder algumas chances, Ronaldo, mais participativo do que em sua estreia, aproveitou-se da burrice da linha de impedimento da defesa caipira, dominou sozinho, humilhou o goleiro Renê com extrema facilidade e só não entrou com bola e tudo porque teve humildade. Um golaço!

No entanto, as coisas mudaram na segunda etapa.

Em uma das chegadas esporádicas do Mirassol, Felipe e Balbuena deixaram a bola cruzar a área duas vezes e Ferreira subiu para empatar. O goleiro corinthiano voltou das férias ainda pior nas bolas cruzadas e já começa a preocupar a torcida corinthiana.

O que também tirou o sono da Fiel foi a contusão na coxa de Ronaldo, que virou dúvida para o clássico de domingo e, mais ainda, a entrada de Bill, muito perseguido pela galera, assim como Tcheco, que jogou mal outra vez e saiu vaiado para a entrada de Morais.

Sem forças, os donos da casa não conseguiram a vitória, que seria suficiente para colocar a equipe na liderança.

Quem sabe no clássico!?

Mas com ou sem Ronaldo?

Vitória e preocupações

In Palmeiras, Paulistão 2010 on 28 de janeiro de 2010 at 17:21

4ª rodada – Monte Azul 0x1 Palmeiras

Com desfalques e garotos, Palmeiras vence e assume a liderança. Mas têm preocupações para o clássico…

Antes da partida começar, o cenário era bem adverso para Muricy Ramalho e seus comandados. No fim, (quase) tudo perfeito.

O time vinha de um empate indigesto e a torcida estava ressabiada com o elenco. Para piorar, os dois maiores ídolos do grupo não estiveram à disposição: Com uma lesão no tornozelo, Marcos deu lugar a Deola. Diego Souza, com dores na coxa, foi substituído pelo jovem João Arthur, que começa a ganhar espaço no time.

Edinho e Gabriel Silva também estrearam. O volante, que veio do Lecce, estreou improvisado na zaga ao lado de Danilo, único zagueiro de ofício disponível para o duelo. Já o lateral esquerdo, destaque na Copa São Paulo, substituiu Armero, afastado por deficiência técnica.

Com tantas mudanças, o Verdão demorou para se encontrar e nem havia criado grandes lances quando o exigente Guilherme Cereta enxergou pênalti de Mauro em Danilo, aos 28 minutos de bola rolando.

Cleiton Xavier cobrou, com paradinha, e marcou o único gol da noite.

O meia participou de 10 dos 11 gols marcados pelo Palmeiras em 2010, o que evidencia sua importância dentro de campo.

E é justamente por isso que o torcedor tem motivos para se preocupar. O meia foi substituído aos 32 minutos do segundo tempo por Daniel Lovinho, com dores na coxa.

Pouco antes, Gabriel Silva deu lugar a Eduardo, também sentindo a coxa. O torcedor palmeirense deve estar sentindo grandes calafrios só de imaginar a volta de Armero justamente no clássico contra o maior rival, que, ao contrário do Monte Azul, deve oferecer maior resistência.

Ontem, em Ribeirão, o Alviverde só não conseguiu uma vitória mais elástica por que Deyvid Sacconni e Robert exageraram na plasticidade.

Com um a menos desde o princípio da etapa final (Diogo foi expulso), o time caipira nada pôde fazer.

Líder e cheio de problemas. É assim que o Palmeiras vai disputar seu primeiro clássico da temporada.

Noite de Robinho

In Paulistão 2010, Santos on 28 de janeiro de 2010 at 16:52

4ª rodada – Santos 5×0 Barueri

Esperando por Robinho, Santos goleia o Barueri em noite inspirada de outro camisa 7: Neymar!

A torcida santista está esperando ansiosamente pela volta do maior craque das últimas gerações, mas um novo jogador, de características parecidas, roubou a cena na noite de ontem.

Contra um frágil adversário, o Santos fez 5, mas poderia ter feito 10. Neymar foi o nome do jogo.

Na primeira etapa, a equipe comandada por Dorival Júnior cansou de perder chances, até que o veterano Léo se destacasse em meio a tantos meninos, driblasse 4 jogadores do Barueri e acertasse a trave. No rebote, André, um dos garotos, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

No segundo tempo, com um jogador a mais (o zagueiro Diego foi expulso), o Peixe conseguiu transformar a superioridade em gols e massacrou de vez o Barueri.

Após receber passe de Neymar, o estreante Marquinhos cruzou para trás e Wesley fuzilou o goleiro Márcio, aos 24 minutos.

Dorival, então, resolveu dar espaço para outros garotos e colocou Breitner, Alan Patrick e Zé Eduardo nas vagas de Marquinhos, Paulo Henrique e André, respectivamente. Os três tiveram participação de destaque na vitória, mas o show era mesmo de Neymar.

Primeiro, o novo craque da camisa 7  fez bela jogada pela esquerda e serviu Zé Eduardo, que marcou seu primeiro gol com a camisa santista. Pouco tempo depois, recebeu bela bola de Alan Patrick, deixou o zagueiro sentado e marcou um golaço. E ainda deu tempo de converter um pênalti sofrido pelo venezuelano Breitner.

Um verdadeiro baile! E ainda teve chapéus, passes, dribles e, é claro, as tradicionais pedaladas.

Já imaginou como seria uma iminente dupla com Robinho?

Robinho no São Paulo?

In Santos, SPFC on 26 de janeiro de 2010 at 15:14

A volta de Robinho ao Brasil é apenas uma questão de tempo.

Mas o Santos, que já dá o retorno do Rei das Pedaladas como certo, pode não ser o destino.

O próprio Robinho já afirmou que tem vontade de jogar no ‘Peixe’, como ele mesmo se refere ao Santos, clube que o revelou para o futebol e de onde Robinho fez de tudo para sair, assim como fez quando estava no Real Madrid e como está fazendo agora, na pior fase de sua carreira, no Manchester City.

Mas apesar do que disse nas entrevistas, Robinho pode desembarcar em outro time paulista: o São Paulo.

A informação foi dada exclusivamente pelo técnico do clube inglês e confirmada pela diretoria são-paulina, que inclusive enviou um representante à Manchester.

Surpresas estão por vir?