Real JoBelo

Archive for outubro \31\UTC 2009|Monthly archive page

Em boca fechada…

In Brasileirão 2009 on 31 de outubro de 2009 at 10:31

mano22O espalhafatoso Mano Menezes perdeu mais uma grande oportunidade de ficar calado.

Espalhafatoso, sim, senhor.

O treinador corinthiano se faz de bom moço e tenta seguir o estilo Felipão de se comportar, mas certas atitudes têm comprovado que não é bem assim…

Só neste ano, Mano foi acusado de agredir o então lusitano Edno, envolveu-se em polêmica com um jogador do Guaratinguetá por tê-lo supostamente chamado de assassino, em alusão a um acidente automobilístico, e menosprezou o interino Milton Cruz, quando este dirigia o São Paulo (vale lembrar que, depois do ocorrido, o Timão de Mano virou freguês dos interinos!).

Ontem, o treinador alfinetou o Tricolor, que mais uma vez briga pelo título. Ao ser questionado sobre a suposta ‘mala branca’ recebida pelo Barueri para derrotar o Flamengo, Mano disse que há time campeão todo ano e que distribui malas à rodo, em alusão velada, mas clara, ao tricolor.

Apesar de proferir tais palavras em um tom suave, como sempre faz, o que o corinthiano fez foi uma acusação sem provas. Ou será que ele é capaz de comprovar o que falou?

É como diz o velho e sábio ditado: em boca fechada não entra mosca!

Se o time de Mano Menezes e ele próprio não foram competentes o suficiente para brigar pelo título, o melhor a fazer é assistir à briga eletrizante pela taça de camarote e de preferência, quieto!

E há o risco de, apesar dos ótimos resultados, muitas portas se fecharem para o atual comandante do Corinthians, como já aconteceu com outros técnicos que metiam e metem o nariz onde não são chamados.

Abre o olho, Mr. Twitter!

EM TEMPO: A polêmica da mala branca continua. Ontem, o Barueri anunciou que Renê e Val Baiano, que colocaram a boca no mundo e disseram que houve o incentivo, estão afastados por período indeterminado. Isso significa que os dois não enfrentarão o São Paulo, para desespero dos clubes que passarão a tarde secando o atual vice-líder da competição.

Os comentários cheios de maldade e ironia nas entrelinhas já começaram. Talvez, como já disse o capitão Rogério Ceni, o ‘cagaço’ seja grande mesmo.

Anúncios

BR09 – 32ª rodada – Lutem até o fim

In Brasileirão 2009 on 31 de outubro de 2009 at 5:34

Em mais uma rodada eletrizante, em que a raça superou a técnica, o destaque vai para a briga paulista no topo da tabela, a esperança renovada do Flu e a virada do Cruzeiro. O segredo é a luta!

Ainda dá! O Fluminense jogou com muita raça e conseguiu superar o Atlético-MG, que brigava pela liderança. No Maracanã, time e torcida agiram em sintonia e a vitória por 2×1 foi muito comemorada pelos tricolores. Fred marcou mais um gol de pênalti, Conca ampliou, Diego Tardelli diminuiu e o empate só não aconteceu graças a um gol perdido pelo estabanado Éder Luís, no fim do jogo. São 5 pontos para tirar. Ainda dá, Flu!

Ainda dá? O Cruzeiro sofreu para bater o Santo André, em pleno Mineirão, mas o jogo deve servir de motivação para a Raposa. Depois de abrir o placar com Guerrón, os mineiros permitiram a virada, com gols de Nunes e Júnior Dutra. No finalzinho do jogo, dois gols salvadores: Eliandro, aos 38, e Thiago Ribeiro, aos 46! O Cruzeiro é 5º e ainda sonha.

Sem o Pet… Na ausência do contundido Petkovic, nem Adriano foi capaz de fazer a diferença para o Flamengo. Na Arena Barueri, o Barueri esfriou as pretensões do Mengão de chegar ao título com uma vitória por 2×0. Gols de Val Baiano e Éverton. Após a partida, Renê e Val Baiano afirmaram que receberam um incentivo extra do Cruzeiro para vencer o time carioca, concorrente da Raposa na briga pelo G4. Os dois desmentiram o que haviam dito, mas a direção do clube os suspendeu do jogo diante do Sampa.

Respira: No Engenhão, um pênalti maroto convertido por Juninho foi suficiente para garantir a vitória magra do Botafogo sobre o Náutico, 1×0. O Fogão saiu da zona. Já o Náutico…

Ruim: A Ilha do Retiro deixou de ser um caldeirão e se transformou num pesadelo para o time do Sport, que deixou de ser uma das sensações da América para se tornar um dos prováveis rebaixados no Brasileirão. Fabiano até abriu o placar, mas Ariel deixou tudo igual: 1×1.

G4 é a meta: Para título, não dá mais. O Grêmio vai lutar por uma vaguinha no G4 e, nesta rodada, fez bem a sua parte. Os gaúchos bateram o Avaí por 3×1, no Olímpico. Os gols tricolores foram de Tcheco, Maxí e Souza. Émerson diminuiu.

 

 

Alma lavada

In Brasileirão 2009, Palmeiras on 31 de outubro de 2009 at 4:56

BR09 – 32ª rodada – Palmeiras 4×0 Goiás

Tempestade da capital lava a alma do Palmeiras, que goleia o Goiás graças ao show de Obina e retoma a ponta da tabela. Ânimo para o dérbi!

obMordidos, jogadores e torcida aproveitaram a chuva da capital paulista e, principalmente, a chuva de gols de Obina para lavar alma.

O Goiás, que já foi considerado candidato ao título e já jogou como tal, está realmente numa fase ruim.

No primeiro tempo, o esmeraldino encarou o motivado ex-líder Palmeiras de igual para igual, teve algumas chances, mas não conseguiu abrir o marcador.

É possível dizer que os visitantes fizeram um primeiro tempo até superior, até a contusão de Edmílson e a entrada de Sandro Silva.

O experiente volante pentacampeão está numa fase simplesmente horrorosa e sua ausência, pasmém, acabou sendo um reforço.

O time melhorou e quase abriu o marcador numa cobrança de falta espetacular de Diego Souza. Por maldade dos deuses da bola, a redonda parou na furquilha do goleiro Harlei. Os empolgados palmeirenses ficavam cada vez mais preocupados nas arquibancadas. Será que a ‘zica’ continuaria?

Não continuou. E graças a um jogador conhecido como talismã!

Obina brilhou demais no segundo tempo, marcou três gols e ainda deu uma assistência. De calcanhar!!!

No primeiro tento, Souza lançou o centroavente, que fuzilou o goleirão com a perna esquerda.

O segundo foi de pênalti, que Ortigoza sofreu de Rafael Tolói. O zagueiro do Goiás já tinha amarelo e não foi expulso neste lance, mas a hora extra foi curtíssima. Pouco depois, ele fez mais uma falta violenta e recebeu o vermelho.

Ficou ainda mais fácil e Deyvid Sacconni ampliou.

No fim, Marcão, que jogou com uma raça impressionante, lançou Obina, que concluiu com muita categoria para complementar uma atuação estupenda.

Belíssima apresentação palmeirense, como há muito não acontecia.

Marcos falou que os adversários terão de suar sangue para derrotar o Verdão.

Com este espírito, o favoritismo pode voltar a ser verde. E não amarelo…

Noite de gala

In Brasileirão 2009, SPFC on 29 de outubro de 2009 at 18:34

BR09 – 32ª rodada – São Paulo 1×0 Internacional

Iluminados, Washington e Bosco são os nomes da vitória que colocou o Tricolor na liderança. Só por uma noite?

spWashington_GN_281009011Trinta e duas rodadas depois, o São Paulo finalmente voltou a sentir o gostinho da liderança. Pelo menos por uma noite, já que Palmeiras e Atlético jogam hoje e podem pular à frente.

De longe o time mais acostumado a liderar, o Jason Tricolor, monstro dos pontos corridos, começa a deixar os concorrentes com aquilo na mão! Quando assume a ponta, é duro de largar…

E, ontem, não só pela liderança alcançada, a noite foi de gala para os tricolores que foram em grande número ao Morumbi (34 mil).

Não que o São Paulo tenha feito uma grande partida. Na verdade, a raça superou a técnica. E quanta raça!

No primeiro tempo, o jogo foi muito truncado. A nova escalação de Ricardo Gomes, com González e Jorge nas alas e Jean mantido no meio-campo, não deu certo. Hernanes esteve apagado, Jean foi mal e Jorge apareceu pouco… Mas na reta final, até os problemas viram soluções no Tricolor.

A contusão de Richarlyson, que saiu sentindo a virilha para a entrada de Júnior César, foi providencial para a melhora da equipe, que corria riscos e só não saiu perdendo graças a duas ótimas defesas de Bosco em chutes de D’Alessandro.

Com a companhia de Jorge Wagner na armação, Hernanes cresceu no jogo e, quando isso acontece, o time todo cresce também. Aos 47, o camisa 10 bateu escanteio a meia altura, a bola passou por todo mundo e sobrou para Washington, que completou para as redes.

O Coração Valente está sendo cada vez mais decisivo nesta reta final. É como ele mesmo diz: ‘Não fui contratado para dar espetáculo. Estou aqui para fazer gols!’. Letal dentro da área, o camisa 9 ajoelhou-se no distintivo tricolor e levou a galera, sempre crítica do seu futebol, ao delírio!

Mas ainda tinha meio jogo pela frente. E que segundo tempo!

O Inter dominou a posse de bola e criou inúmeras chances. Bosco pegou simplesmente tudo! Aos 36 minutos, foram três defesas consecutivas na mesma jogada. Simplesmente espetacular.

No único lance em que a bola passou, a torcida se lembrou do vacilo de André Dias e do próprio Bosco diante do Corinthians. Miranda tirou a bola do goleirão e, com uma serenidade incrível, afastou o perigo quase em cima da linha.

Apostando nos contra-ataques, o São Paulo poderia ter definido a partida em jogadas de Washington e Dagoberto, mas quiseram os deuses do futebol que a vitória fosse sofrida até o fim.

Vibrantes, os jogadores contagiaram a torcida, que saiu do estádio em êxtase.

Hoje, o Sampa vai secar de camarote para terminar a rodada na ponta.

O Jason está vivíssimo e cheio de vigor!

Cuidado.

ATUAÇÕES

22 Bosco Certa vez, após uma série de defesas de Zetti na final da Libertadores 93, Galvão Bueno proferiu a célebre frase: ‘Pode chutar que ele pega!’. É a síntese da atuação do goleiro são-paulino! NOTA DEZ

14 Renato Silva Muito bem na marcação a Taison. Boa atuação. NOTA 7,5

3 André Dias Belíssima atuação. Um dos melhores em campo! NOTA 9,0

5 Miranda Tranquilo e seguro, voltou a ter uma atuação sem sustos. NOTA 8,5

21 Adrián González Não repetiu a ótima atuação do último domingo. Não comprometeu, mas foi substituído por Zé Luís. NOTA 5,0

15 Jean Foi mal na primeira etapa, mas se recuperou no segundo tempo, quando foi muito bem. NOTA 6,0

20 Richarlyson Enquanto esteve em campo, foi dedicado à marcação. NOTA 5,5

10 Hernanes Começou em marcha lenta e foi crescendo com o passar do tempo. NOTA 6,0

7 Jorge Wagner Começou como lateral, mas cresceu quando passou a jogar no meio. NOTA 6,0

25 Dagoberto Guerreiro, ajudou na marcação e ajudou na armação das jogadas com muita correria. NOTA 6,5

9 Washington ‘Não fui contratado para dar espetáculo. Eu vim para fazer gols!’. Explicação perfeita. NOTA 8,5

6 Júnior César O banco fez bem! Entrou voando e cheio de vontade, incendiando a galera! NOTA 7,5

23 Zé Luís Entrou para fechar o lado direito. Está sem ritmo, mas não comprometeu. NOTA 5,0

Ricardo Gomes Líder como nos últimos anos, jogando como nos últimos anos. Defesa sólida, uma grande dose de sorte e um golzinho salvador no ataque. Está comprovado: é assim que se ganha campeonatos por pontos corridos. Está no caminho certo, mas tem de seguir nesta mesma toada! NOTA 8,5

Jason Nunca esteve tão vivo!


 

Recorde sem brilho

In Brasileirão 2009, Santos on 29 de outubro de 2009 at 18:04

BR09 – 32ª rodada – Atlético-PR 1×1 Santos

Peixe continua se arrastando em campo, mas só não vence o Atlético graças a erro do árbitro em jogo marcado por recorde de Kléber Pereira no Brasileirão.

k´pA torcida do Peixe teve mais uma noite de sofrimento com sua equipe no Campeonato Brasileiro.

Na Arena da Baixada, a equipe deu mais uma mostra de que espera ansiosamente pelo fim da temporada para recomeçar quase do zero o planejamento para o ano que está por vir.

Projeto que pode ser tocado por um novo presidente, já que Marcelo Teixeira tentará a reeleição em dezembro. Se o atual mandatário for derrotado na urnas, Vanderlei Luxemburgo também deve sair do clube.

Outro que dificilmente continuará é Kléber Pereira, que ontem, apesar de não ter feito uma boa partida, marcou seu 48º gol com a camisa do Peixe em Campeonatos Brasileiros. É o recordista do clube!

O gol saiu no comecinho do segundo tempo, em cobrança de pênalti sofrido por Paulo Henrique Ganso, que, pra variar, foi o jogador mais lúcido da equipe. Não é grande mérito, já que Felipe Azevedo, Jean e cia. não brilharam muito, mas o Ganso está realmente sobrando!

E a vitória só não aconteceu graças a um erro do árbitro, três minutos após o placar ter sido aberto. Após cruzamento fechado de Paulo Baier, o atleticano Manoel empurrou o goleiro Felipe e a bola sobrou para Bruno Costa, que só empurrou para as redes.

Aos 14 minutos, Róbson, que havia entrado no lugar de Felipe Azevedo, foi expulso após entrada violenta. Luxemburgo se desesperou…

O treinador passou a apostar nos contra-ataques, com Mádson no lugar de Jean, mas o empate prosseguiu até o fim.

A meta agora é a Sul-Americana. Pouco para quem chegou garantindo a classificação para a Libertadores.

 

Aperitivo

In Brasileirão 2009, Corinthians on 29 de outubro de 2009 at 17:44

BR09 – 32ª rodada – Vitória 0x1 Corinthians

Com time base do Centenário, Timão vence com gol de Defederico e ganha moral para o clássico.

defedericoOs jogadores do Corinthians têm encarado o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, como o jogo mais importante do semestre.

A torcida, que sempre dá importância a confrontos como esse, óbvio, já estava temerosa com as últimas atuações do time. Mas parece que com a proximidade do jogão, os jogadores ganharam motivação…

Estavam mesmo precisando!

Contra o Vitória, que só havia perdido para o São Paulo no Barradão, Mano escalou a base do time que buscará a conquista da América em 2010.

Felipe, Alessandro, Chicão, William, Edu, Elias, Defederico, Jorge Henrique e Ronaldo são virtuais titulares do time do Centenário. Marcelo Oliveira, improvisado na lateral esquerda, e Jucilei, grata surpresa, completaram a equipe. Dentinho ficou no banco.

A disposição era claramente maior do que nas últimas partidas, apesar das poucas chances criadas. Marcelo não se encontrou pela lateral e foi substituído por Balbuena aos 30 minutos, sentindo dores. O time melhorou, mas não foi o suficiente para chegar ao gol.

O único bom lance foi em cobrança de falta ensaida de Ronaldo, que deixou Chicão na cara do gol. O zagueiro errou.

Na segunda etapa, o Vitória quase abriu o placar numa cabeçada de Leandrão, que bateu na trave.

Pouco depois, Jucilei, melhor jogador do Timão no jogo, achou Matías Defederico livre e deu passe açucarado para o argentino marcar o primeiro gol dele com a camisa alvinegra. Foi a melhor atuação do meia desde que chegou, apesar de não chegar nem perto de ser um Messi…

No fim do jogo, Alessandro foi atingido por Fábio Ferreira e sofreu uma fratura na face. Além dele, Marcelo Mattos e Morais, também machucados, desfalcam equipe no domingo.

Será que dá para atrapalhar o Verdão na briga pelo título!?

Novidades incríveis

In Seleção Brasileira on 29 de outubro de 2009 at 17:27

Dunga não chama os ‘brasileiros’ e dá 4 novas oportunidades nos amistosos contra Inglaterra e Omã: Michel Bastos, Fábio Aurélio, Carlos Eduardo e…Hulk!

novidadesNa última convocação da temporada, Dunga deixou os jogares que atuam no Brasil de lado e abriu espaço para novas caras.

Sem Adriano, que briga pelo título do Brasileirão com o Flamengo, o incrível Hulk, do Porto, terá sua primeira oportunidade.

Ao invés de Diego Souza, o ex-gremista Carlos Eduardo.

Destaque também para as novas caras da lateral-esquerda, posição mais carente e indefinida. Michel Bastos, ex-Figueirense e atualmente no Lyon, e Fábio Aurélio, ex-São Paulo, que está no Liverpool.

De resto, sem grandes novidades.

A Seleção encerra sua participação em 2009 em amistosos contra Inglaterra e Omã.

GOLEIROS

Júlio César (Inter de Milão)

Doni (Roma)

ZAGUEIROS

Lúcio (Inter de Milão)

Juan (Roma)

Luisão (Benfica)

Naldo (Werder Bremen)

LATERAIS

Maicon (Inter de Milão)

Daniel Alves (Barcelona)

Fábio Aurélio (Liverpool)

Michel Bastos (Lyon)

VOLANTES

Gilberto Silva (Panathinaikos)

Josué (Wolfsburg)

Ramires (Benfica)

Felipe Melo (Juventus)

Elano (Galatasaray)

Lucas (Liverpool)

MEIAS

Júlio Baptista (Roma)

Kaká (Real Madrid)

Alex (Spartak Moscou)

Carlos Eduardo (Hoffenheim)

ATACANTES

Luís Fabiano (Sevilla)

Nilmar (Villarreal)

Hulk (Porto)

Robinho (Manchester City)

BR09 – 31ª rodada – Espetáculo!

In Brasileirão 2009 on 27 de outubro de 2009 at 18:19

Na rodada mais empolgante do campeonato, líder perde e concorrentes se aproximam. São 6 na briga!

13 edv

Além de ser repleta de clássicos, a rodada deste final de semana marcou o equílibrio total nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. O líder Palmeiras perdeu mais uma vez e, dessa vez, os principais concorrentes não vacilaram e encostaram! Atlético-MG, Internacional, São Paulo, Flamengo e até o Cruzeiro estão na briga!

Galo faz a sua parte! No Mineirão lotado, Diego Tardelli marcou seu 16º gol na competição e garantiu a magra vitória do Galo sobre o Vitória, por 1×0. Tardelli, que divide a artilharia do Brasileiro com Adriano, ainda cavou e perdeu um pênalti. Mas o Galo também contou com a sorte em jogada de Neto Berola, em que a bola bateu na trave e percorreu toda a linha do gol antes de sair. Sorte de campeão!?

Quando não é o Pet…adriano

Petkovic, desta vez, não decidiu. Mas o Mengão não decepcionou sua torcida, que foi maioria no Engenhão, e venceu por 1×0. Quem decidiu a parada foi o Imperador Adriano, autor de um belo gol, 16º dele no campeonato. Bruno também foi fundamental, ao defender um pênalti cobrado por Lúcio Flávio. Ele deu um passinho à frente…

Colorado não pipoca! O Inter, principal candidato ao título antes do campeonato começar, andou vacilando mas não está morto! Sob o comando de Mário Sérgio, a equipe recuperou a auto-estima e está na cola do líder. Neste domingo, D’Alessandro decidiu o clássico contra o Grêmio ao marcar o único gol da vitória por 1×0. Victor, goleiro da Seleção Brasileira, falhou no lance.

atleTIBA! No Couto Pereira, Ariel abriu o placar para o Furacão e Ariel empatou para o Coxa… Calma torcedor paranaense, o Furacão não contratou nenhum xará do centroavante do Coritiba, não. Na verdade, o artilheiro do Alvi verde marcou contra o primeiro gol da partida e depois se redimiu! E os donos da casa ganharam força, já que Jéci virou o jogo. Marcinho ainda conseguiu empatar, mas Marcos Aurélio, aos 47 da etapa final, deu números finais ao jogo. 3×2!

Invicto, mas..O Fluminense reagiu, empatou e manteve uma série invicta de 4 partidas. Mas continua na lanterninha. O excesso de empates é o maior problema. No Serra Doura, Iarley e Romerito abriram a contagem para o Goiás, mas o Fluzão empatou com Mariano e González. 2×2.

Respira! Nos Aflitos, Bruno Mineiro e Patrick marcaram os gols do Náutico na vitória por 2×1 sobre o Barueri. Márcio Careca descontou. Carlinhos Bala ainda perdeu um pênalti.

Vacilo… O Sport abriu 2×0 de vantagem, com gols de Wilson e Luciano Henrique. Mas, na Ressacada, o Avaí conseguiu o empate. Marquinhos e Luís Ricardo marcaram. 2×2!

CLASSIFICAÇÃO

Palmeiras – 54

Atlético-MG – 53

Inter – 52

São Paulo – 52

Flamengo – 51

Cruzeiro – 48

Goiás – 47

Grêmio – 44

Vitória – 44

Avaí – 44

Corinthians – 42

Barueri – 41

Santos – 41

Atlético-PR – 39

Coritiba – 37

Santo André – 32

Náutico – 32

Botafogo – 32

Sport – 29

Fluminense – 27

 

Na briga!

In Brasileirão 2009, Corinthians on 27 de outubro de 2009 at 17:53

BR09 – 31ª rodada – Corinthians 0x1 Cruzeiro

Cruzeiro derrota o apático Corinthians no Pacaembu e entra na briga pela taça.

corcruuRonaldo avisou: ‘O Corinthians vai decidir o título brasileiro. O campeão terá de passar por nós!’.

Dito e feito.

No primeiro confronto contra um dos postulantes ao título depois da declaração do Fenômeno, o Cruzeiro passou pelo Timão e entrou de vez na briga pela taça. Está a 6 pontos do líder Palmeiras.

Aliás, não são apenas os líderes que estão deixando o Corinthians para trás ultimamente…O time dá show de marasmo e desinteresse, numa clara demonstração de que o Campeonato Brasileiro não vale mais nada.

Realmente não vale, mas a fiel continua pagando caro para apoiar o time, lotou o Pacaembu mais uma vez e saiu decepcionada. É como o próprio Mano Menezes diz: ‘Se o que vale é 2010, que os jogadores só recebam em 2010!’. Até parece…

Motivado, o Cruzeiro correu mais e venceu. Em bela troca de passes, Gilberto recebeu livre e em posição legal para abrir e ao mesmo tempo fechar o placar da partida no Pacaembu.

Nem Ronaldo deu jeito no futebolzinho do Corinthians, que não teve forças para reagir nem com um homem a mais, já que Fernandinho foi expulso após discussão generalizada.

 

O jogo

In Brasileirão 2009, Santos, SPFC on 27 de outubro de 2009 at 17:19

BR09 – 31ª rodada – Santos 3×4 São Paulo

Em clássico espetacular, São Paulo supera falhas na defesa e expulsão de Rogério Ceni para bater o Santos e continuar sonhando. O melhor jogo do ano será ‘O’ Jogo do campeonato?

07 edvNo jogo mais eletrizante de 2009, o São Paulo trouxe de volta à tona a fama de ‘Jason’ e está de novo na boca do povo.

Com a vitória, o time de Ricardo G0mes confirma: está vivíssimo na briga pela taça!

Por outro lado, o Santos de Vanderlei Luxemburgo continua à procura do sonhado ‘equilíbrio’, já que mais uma vez a defesa, agora composta por Adaílton e Astorga, teve atuação medonha e ofuscou a boa atuação do ataque.

No primeiro tempo, os donos da casa estiveram duas vezes à frente do placar, mas não conseguiram segurar o Tricolor.

Em dois escanteios cobrados por Mádson e desviados por Rodrigo Souto, dois gols. O primeiro de André, aos 5 minutos.

Aos 11, Hernanes foi derrubado por Astorga e cobrou a falta com maestria, marcando um golaço.

Aos 25, Rodrigo Souto recolocou o Santos na dianteira. Mas Washington, o artilheiro dos clássicos, deixou tudo igual novamente aos 38, com uma ajudinha de Felipe.

No segunda etapa, o Sampa voltou melhor e pressionou, tocando a bola e criando oportunidades até que, aos 14 minutos, o bom Adrián González cruzou para Jorge Wagner virar o jogo, de pé direito, livre, livre…

Luxa mudou o time. Saíram Mádson e Felipe Azevedo e entraram Jean e Róbson, que empatou a partida pela terceira vez, após cruzamento de Triguinho e mais uma falha da defesa são-paulina.

E se não pôde ser decisivo debaixo das traves, o capitão Rogério Ceni foi ao ataque para brilhar. Cobrando falta sofrida por Dagoberto, o goleiro-artilheiro voltou a marcar um gol depois de um hiato de um ano.

E a emoção não parou por aí, não! O Sampa teve que segurar o resultado com um jogador a menos, já que o mesmo Rogério Ceni foi expulso por Carlos Eugênio Símon, antigo desafeto. O goleiro saiu estabanado para evitar que Jean marcasse o gol santista e acabou trombando com o adversário. Lance para, no máximo, cartão amarelo. Mas era o Símon…

Ceni saiu de campo falando em perseguição e implorando pelo veto do árbitro em jogos do São Paulo.19 edv

Perseguição é uma palavra forte. Mas o árbitro gaúcho claramente utilizou critérios diferentes para os dois times. Pouco antes da expulsão do goleiro, Germano havia dado uma solada no peito de Jorge Wagner, num lance muito mais violento, e recebido apenas o amarelo. Vai entender…

Com um a mais, o Santos ficou com a posse de bola mas não conseguiu assustar o goleiro Dênis.

Símon, querendo compensar o erro de maneira ridícula, deu apenas 3 minutos de acréscimo, sendo que o arqueiro tricolor ficou caído por cerca de 5 minutos, além das substituições. Foi, sem dúvida, uma mancha no belíssimo clássico da Vila Belmiro.

O jogo do ano! Basta saber se será ‘O’ jogo do campeonato para o Tricolor, que está de volta á briga pela taça!

ATUAÇÕES DO SÃO PAULO

01 Rogério Ceni Houve quem enxergasse falhas suas nos gols de bola parada, mas eu não concordo. Decidiu no ataque e acabou expulso injustamente. NOTA 8,0

14 Renato Silva Como toda a defesa, foi uma lástima nas bolas altas. Por baixo, também causou calafrios. NOTA 3,5

3 André Dias Falhou nos gols santistas e exagerou nas faltas. Por baixo, foi razoável. NOTA 4,5

5 Miranda Dos três zagueiros, foi o melhor. Mesmo assim, falho no terceiro gol. NOTA 5,0

21 González Foi apenas sua terceira partida com a camisa tricolor. A melhor! Experiente e ousado, deu uma assistência. NOTA 7,5

15 Jean Na sua posição, jogou muito bem e anulou Paulo Henrique. NOTA 7,5

7 Jorge Wagner Boa partida. Jogando avançado, aproximou-se dos atacantes, entrou na área e até deixou o seu! NOTA 8,0

10 Hernanes O melhor em campo! Golaço de falta, cruzamento para o gol de Washington, lindos dribles, boa marcação, raça… Quando ele está bem, o time cresce demais! NOTA 9,0

6 Júnior César Poucas boas chegadas pela esquerda. O Santos pouco atacou pelo seu lado. NOTA 5,5

25 Dagoberto Em sua melhor jogada, sofreu pênalti não marcado. Atuaçãpo regular. NOTA 6,0

9 Washington O nome dos clássicos deixou sua marca mais uma vez diante de um rival. Boa atuação! NOTA 7,5

12 Dênis Nos 12 minutos em que esteve em campo, o Santos praticamente não finalizou. SEM NOTA

23 Zé Luís Entrou para fortalecer a defesa e foi importante na marcação nos minutos finais. NOTA 6,0

17 Borges Mais uma vez, substituiu Washington e, ao contrário dos últimos jogos, demonstrou vontade. Pouco tempo para fazer algo no ataque. SEM NOTA

Ricardo Gomes Com uma postura mais ousada, o time voltou a vencer e ganha moral na luta pela taça. Terá que corrigir os vacilos da defesa nas bolas altas e chegou a hora de definir o titular do ataque. NOTA 8,0

Carlos Eugênio Símon Vinha fazendo uma arbitragem regular até a injusta expulsão de Rogério Ceni. Depois, quis compensar dando pouco tempo de acréscimo e acabou desagradando as duas equipes. O pênalti em Dagoberto é discutível. NOTA ZERO!

Jason De fato, ele não estava morto!